TALENTO

Identificando – incentivando – orientando

“Há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê
Flor e fruto...”


Milton Nascimento / Wagner Tiso

Somos únicos

Aprendemos, desde crianças, a buscar respostas fora da gente, a sermos “alguém” lá no futuro e perdemos muitos anos de nossas vidas nesse caminho sem fim e somente anos depois, geralmente já na idade madura, descobrimos que nossas melhores escolhas devem ser feitas a partir dos talentos que já se encontram, desde o princípio, dentro de nós mesmos. São eles, nossos valores interiores, que de fato, devem agregar valor ao mundo exterior e não o inverso.

Identificar, incentivar e orientar os talentos de nossas crianças e jovens poderá conduzi-las para um caminho mais adequado às suas competências, capacitando-as a serem pessoas mais criativas, produtivas e realizadas. A educação, nas escolas e na família, de nossas crianças e jovens tem responsabilidade direta nesta longa caminhada, estimulando-as a olharem para frente, mas a partir de seus dons, de seus talentos.

Se não questionamos que frutos dará um pé de laranja, por que perguntaríamos à uma criança o que ela vai ser quando crescer?




Jamais podemos nos esquecer da nossa natureza humana e, na natureza, tudo o que brota provém da semente. Se você fosse uma árvore, seria um pé de que?
Comecei a trabalhar desde criança fazendo carretos em feiras livres aos finais de semana e catando papeis e outros objetos recicláveis que pudessem ser vendidos ao ferro-velho e ajudar no orçamento da família.
Tomei gosto pela leitura, escrita e desenho através dos livros e revistas que ganhava das donas de casa e estas atividades eram minhas brincadeiras favoritas.
Dona Maria José, minha professora de artes do antigo ginásio (atual ensino fundamental II) percebendo minha facilidade em escrever e desenhar histórias elogiava minhas tarefas de casa e trabalhos escolares.
Meus pais também me elogiavam muito e, por causa dos elogios que eu recebia da família e da escola, passei acreditar que poderia transformar estes talentos em minha profissão.
Assim me tornei um profissional altamente requisitado do mercado editorial.
Sou autor de livros dirigidos às crianças e tenho ilustrado obras de renomados autores nacionais e internacionais.
Podemos e vamos muito mais longe quando valorizamos o que já existe em nós ou, melhor dizendo, quem nós já somos.
Penso que uma educação de qualidade é aquela que possa preparar nossas crianças e jovens para a viagem mais emocionante que existe, onde o ponto de partida está dentro de cada um, ou seja...
Ser quem somos existindo naquilo pelo qual, de fato, nascemos para ser e existir.
A escola e a família têm uma importância muito grande neste processo ficando atentas aos pontos fortes, aos talentos, as capacidades naturais de nossas crianças e jovens.

As capacidades humanas


Howard Gardner, psicólogo cognitivo e educacional norte-americano, realizou durante décadas estudos sobre as capacidades humanas, o que deu origem ao termo Inteligências Múltiplas. Gardner defende que todo ser humano possui capacidades latentes e, que estas podem ser desenvolvidas durante sua vida. O que, para Gardner é definido por inteligências, eu chamo de talentos, e que nada mais são que as capacidades humanas. Ele as dividiu em oito ou nove:

Lógico-matemática
Voltada para conclusões baseadas em dados numéricos e na razão, facilidade em explicar as coisas utilizando-se de fórmulas e números.

Lingüística
Capacidade elevada de utilizar a língua para comunicação e expressão. Os indivíduos com esta inteligência desenvolvida são ótimos oradores e comunicadores, além de possuírem grande capacidade de aprendizado de idiomas.

Cinestésica
Grande capacidade de utilizar o corpo para se expressar ou em atividades artísticas e esportivas. Um campeão de ginástica olímpica ou um dançarino famoso, com certeza, possuem esta inteligência bem desenvolvida.

Naturalista
Voltada para a compreensão, contemplação e preocupação com os fenômenos da natureza (físicos, climáticos, astronômicos, químicos).

Espacial
Habilidade na interpretação e reconhecimento de fenômenos que envolvem posicionamento e movimento dos elementos no espaço. É a inteligência dos artistas plásticos, dos engenheiros e dos arquitetos.

Musical
Inteligência voltada para a sensibilidade musical através da percepção, interpretação, produção e reprodução de sons e músicas.

Intrapessoal
Pessoas com esta inteligência possuem a capacidade de se autoconhecerem, tomando atitudes capazes de melhorar a vida com base nestes conhecimentos.

Interpessoal
Facilidade em estabelecer relacionamentos e identificar a personalidade das outras pessoas. Costumam ser ótimos líderes e atuam com facilidade em trabalhos em equipe.

A arte-educadora Patrícia Menezes afirma:

“Trabalhar as diferentes inteligências em cada ser humano amplia as possibilidades cognitivas e criativas, além de proporcionar satisfação e plenitude, por isso educar incentivando e respeitando as capacidades e as diferenças de cada um é fundamental para o momento que vivenciamos, e cada vez mais imprescindível, a era de buscar respostas e processos únicos de pensamento e interpretação dos fatos já não funciona no mundo complexo que estamos inseridos. ”

Todos nós conhecemos pessoas que possuem uma ou outra das capacidades amplamente estudadas por Gardner, de forma mais aflorada: conhecemos alguém que tem facilidade em tocar uns instrumentos musical, em desenhar figuras com desenvoltura, em dançar e se expressar corporalmente, outras pessoas que fazem contas mentalmente com uma facilidade espetacular, todas as pessoas apresentam uma ou mais capacidades que se despontam em relação às demais capacidades. São o que chamo de talentos, ou inteligências, segundo Gardner e o que a Dra. Mônica Portella denomina pontos fortes!





O que são pontos fortes

Dra. Mônica Portella é Psicóloga, pós doutora em psicologia pela PUC-Rio, doutora em psicologia social e cognitiva pela UFRJ e mestre em psicologia social pela UFRJ.

Segundo ela...

“Pontos fortes são definidos como a capacidade de se ter um desempenho constante, quase perfeito, em uma determinada tarefa. Ponto forte é algo que realizamos bem, de forma consistente, e repetidamente. Os pontos fortes também proporcionam satisfação, um sentimento bom brota, proporcionando uma sensação de prazer, segurança e confiança em exercer determinadas atividades ou ter determinados comportamentos e ideias.”

O que são talentos?

Diante do exposto podemos chegar a conclusão que...
Talentos são aptidões naturais que se manifestam no dia a dia sem que se faça nenhum esforço para isso. São atitudes, pensamentos e até mesmo sensações que, sem percebermos, repetimos, repetimos e estamos sempre repetindo.

Sabe por quê?
Porque repetimos tudo o que nos dá prazer, que nos preenche de satisfação. Quando, realmente, gostamos de fazer alguma coisa a gente não se cansa de repetir e, repetimos tanto que todos vão percebendo que certos comportamentos são autênticos em nosso jeito de ser.




Identificando talentos


• O que fazemos naturalmente e sentimos prazer ao estarmos fazendo por que estamos sendo útil?
• O que costumamos fazer que, mesmo quando alguém tenta conversar com a gente, não conseguimos tirar a atenção do que estamos fazendo?
• O que costumamos fazer que, para as pessoas é tão difícil, mas para você é espontâneo?
• O que fazemos que, quando as pessoas elogiam nossos olhos brilham e nossos lábios deixam escapar aquele sorriso de contentamento?

Todos nós nascemos com algum talento. Devemos percebê-los em nossas crianças e jovens, orientá-los e incentivá-los.

Somos como palitos de fósforos que se ascendem diante do incêndio que nossas vocações são capazes de provocar.

Ao transformarmos nossa vocação em nossa profissão descobrimos a nossa missão de vida.

O autor


Jótah (José Roberto de Carvalho) é autor de livros dirigidos ás crianças e ilustrador de obras infanto-juvenis, de autores renomados da literatura nacional e internacional.

Colaborou também em realizações do cinema (Aladim da Disney, Turma da Mônica, entre outros) e da televisão, destacando-se o programa RÁ-TIM-BUM, quando definitivamente Jótah direcionou seu talento para a área da educação e cultura.

Clique aqui e saiba mais sobre o autor.


Contato


Facebook


Blog


Youtube